OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

Documentários e entrevistas gravadas

  • Quarta-Feira, 04 de Janeiro de 2012
    Guiomar Novaes - aluna da Escola Caetano de Campos
  •  

    Guiomar ao piano com sua filha Anna Maria - Aqui aparece tocando a Grande fantasia triunfal sobre o Hino Nacional Brasileiro  de autoria de Louis Moreau Gottschalk

                                  *********************

    Nascida em São João da Boa Vista,(28/02/1894-7/03/1979) interior de São Paulo, filha de Anna de Carvalho Menezes Novaes e de Manoel José da Cruz Novaes, Guiomar foi a décima sétima dos dezenove filhos do casal.
    Uma das mais importantes instrumentistas de sua geração, foi a primeira brasileira a consolidar uma carreira de prestígio internacional. Guiomar Novaes Pinto  com 4 anos, morando em Campinas, aprende a tocar piano com as irmãs mais velhas.
    A família muda-se para São Paulo, onde a menina ingressou no Jardim de Infância da Escola Caetano de Campos.
    A seguir o relato do prof. Antonio Paim Vieira na Poliantéia comemorativa - Primeiro centenário da Escola Normal 1946, lembrando o tempo em que Guiomar estava no Jardim de Infância , por volta de 1900:

    "Guiomar Novaes, aluna do 1* período, que revela uma decidida vocação para o piano. Sem nenhum estudo toca, de ouvido, as músicas que escuta.Outro dia, sua mestra, D. Joaninha, havendo-se ausentado da sala voltou intrigada, escutando tocarem piano ali. Era a menina Guiomar, que repetia uma marcha que ouvira, pouco antes, pela primeira vez...
    Imaginem!
    D. Joaninha perdoou-lhe a travessura, pois desde então, essa menina a ajuda tocando para nós, seus coleguinhas, marcharmos. Agora ela vai executar uma valsa que compôs aos 5 anos de idade. Chama-se "Jardim da Infância"e é dedicada ao diretor Dr. Oscar Thompson.
    Escutem e digam-me depois se ela, estudando, não poderá via a ser uma grande pianista.
    2* período- Um dia no Jardim.
    Muita música, muitos cantos, flores gente, etc.
    O brinquedo  "Mestre de Música" é uma comediazinha na qual toma parte a menina Guiomar Novaes do 2* período, vestidinha de maestro: cabeleira e sobrecasaca marron.
    A aluna é vadia e engasga-se logo nos primeiros compassos. O maestro impacienta-se, ralha e , por fim, toca a lição como ela deve ser. É uma peça de Schumann, chamada  "Melodia do Reino Encantado". ( Guiomar executa a peça anunciada, finda a qual...)
    A aluna envergonha-se e chora.O "maestrinho"comove-se ; e como ela promete estudar, para consolá-la toca "O cavalinho de Pau", também de Schumann.
     3* período- Vai por tudo um grande reboliço.
    Aniversário de D. Mimi Varela, diretora  e o "Jardim " prepara-lhe uma surpresa.
    A tarde é linda! O sol ilumina o salão cheio de flores, quando D. Mimi aparece, risonha, elegantíssima. Programa: cantos, marchas, poesias, diálogos, uma saudação em verso, oferecendo-lhe um " bouquet".
    No fim ,duas músicas pela aluna do 3* período , a menina Guiomar Novaes, que começou a estudar rudimentos de piano com o prof. Eugênio Nogueira.
    Todos põe nela muitas esperanças. As músicas são: "Valsa do Adeus "e "Valsa em dó sustenido" também de Chopin chamada "valsa brilhante"música predileta de D. Mimi.
    4* período- Um corre corre louco!
    As professoras estão nervosas e sem saber o que fazer. E não é para menos, porque desce de sua caleça o Dr. Bernardino de Campos, presidente do estado, que vem visitar o "Jardim", sem avisar...
    Como vai ser?
    à pressa a diretora arrebanha as crianças no salão e recolhe pelos "períodos"alguns alunos espertinhos, para repetirem qualquer cousa da última festinha.
    Mas falta a nota patriótica... O que há de ser?
    -Achei! - diz D. Mimi e volta radiante com uma menina do 4* período, de cachos e vestidinho bordado, para encerrar a recepção com a chave de ourodo "Hino Nacional"de Gortschalk.
    Na passagem dos tambores o Dr. Bernardino indaga:
    _Quem é esta menina?
    _Guiomar, aluna do "Jardim"que aprende piano com o maestro Luigi Chiafarelli.
    _ Ah! exclama o presidente; e concclui com os seu botões que o "Jardim de Infância"etá saindo melhor que a encomenda.

     

     

    Luigi Chiaffarelli, um importante mestre italiano foi considerado o responsável pelo seu desenvolvimento artístico  .
     A menina Guiomar Novaes, vizinha de Monteiro Lobato, foi quem inspirou o escritor a criar a  personagem Narizinho, a "menina do nariz arrebitado" do Sítio do Picapau Amarelo.
    Em 1909, com oito anos, Guiomar Novas apresentou-se publicamente pela primeira vez como artista.

     

     

     Em outubro de 1909, com o auxílio do Governo do Estado de São Paulo, partiu para a Europa, para estudar em Paris, depois de se apresentar no Conservatório Dramático e Musical:

     

     

      Este conservatório era dirigido pelo diretor Carlos Gomes Cardim,





    Ao desembarcar na França, Guiomar foi convidada para visitar uma compatriota que desejava ouvi-la: era a Princesa Isabel, também pianista, que vivia próximo a Versalhes, no exílio. Foi a Princesa Isabel quem estimulou Guiomar a incluir em seu repertório a Grande Fantasia Triunfal sobre o Hino Nacional Brasileiro, composição de Louis Moreau Gottschalk. Guiomar frequentemente tocava a Grande Fantasia Triunfal nos recitais que fazia no exterior, evidenciando assim sua nacionalidade e contribuindo para o reconhecimento internacional do Brasil.

     

     

    Guiomar e sua mãe Anna Novaes

    Em 1922 Guiomar participou da Semana de Arte Moderna evento que revolucionou as artes brasileiras, marcando a chegada do modernismo -, apesar de um pouco contristada com as paródias feitas à Chopin no 1o. Festival da Semana de 22.
    Também em 1922, Guiomar casa-se com Octávio Pinto. O casal teve dois filhos: Anna Maria e Luiz Octávio. A partir deste ano Guiomar passou a incluir nos seus recitais as obras de Villa-Lobos, tornando-se importante divulgadora desse seu compatriota nos Estados Unidos.A partir daí, Guiomar alternou idas aos Estados Unidos e voltas ao Brasil.

     

     

     Em 1938, tocou para o presidente Franklin Delano Roosevelt. A imprensa americana a reconheceu como a melhor pianista do mundo.

                                          **********************************

    Em 1948, no centenário da escola Normal, Guiomar tocou à pedido da diretora Carolina Ribeiro, entre outras músicas a valsinha que havia composto aos 5 anos de idade. Esta solenidade era na verdade parte das comemorações do Centenário, e que também naquele ano comemorava-se o cinquentenário do Jardim da Infância.
    Guiomar ajudou também naquele ano,  D. Carolina Ribeiro, fazendo parte de uma comissão que pediria ao governador do Estado, Abrão Ribeiro verbas para a construção do novo Jardim de Infância, pois em 1940 o antigo prédio havia sido demolido por Prestes Maia, para a abertura da rua que daria para a Av. São Luis.


                                             *******************************


    Em 1950 falece seu marido Octávio Pinto, o que a faz quase abandonar o piano.


    Guiomar prosseguiu em sua carreira ganhando inúmeros prêmios, condecorada com diversos títulos, medalhas , insígnias , nas décadas de 1960 e 1970. Em 1972 recebeu o grau de cavaleiro da legião de Honra da França e neste ano faz sua última temporada nos estados Unidos

     

     

    Interessante foi um de seus comentários: não sei como tem pianistas que ficam estudando de 4 a 8 horas por dia, eu não aguentaria, estudo de uma à uma hora e meia...
     Depois de uma carreira brilhante, aos 85 anos, em 1979, falece em decorrência de um
    derrame esta magnífica mulher.

                                                                  Por Patrícia Golombek

    Fonte: Poliantéia Comemorativa do primeiro centenário do ensino normal de São Paulo.
    Comemorações do Primeiro Centenário do Ensino normal- Relatório da Comissão Organizadora do Evento
    Orsini, Maria stella- Guiomar Novaes- Uma arrebatadora história de amor- 1992- Editora Companhia Ilimitada



    Voltar