OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

Documentos em geral   Matrículas

  • Domingo, 12 de Junho de 2011
    Vagas na escola
  • Havia algumas maneiras de se entrar no Caetano de Campos: sorteado no jardim da Infância, como foi o meu caso, ter apresentação de algum político ( nesse caso poderia ser atendido ou não), ser filho de funcionário da Secretaria da Educação  ou ser filho de militar. Como em qualquer escola pública do Brasil,os militares que viviam de mudança com a família, tinham essa facilidade de colocarem os filhos na escola pública mais perto de suas casas. Isso não tinha conotação política era um direito constitucional e ocorre até hoje.
    Na Av. São João, por exemplo, havia um edifício somente para as famílias de militares; como a escola mais perto e de maior prestígio era a nossa, naturalmente a maioria destes pedidos eram encaminhados para lá.
    Uma de nossas colegas, a Glória, que estudou com o Maurice e a Glaura, entrou em contato comigo e me mandou algumas fotos e documentos. Entre eles um raríssimo: um telex de 1973, pedindo uma vaga para ela e seus irmãos, feita pelo seu pai, que era major, através de um militar de Brasília, endereçado ao diretor, professor Fábio, que escreve em cima do documento encaminhado para a diretora do primário D. Carmela, pedindo que atendesse ao pedido, vejam a seguir:

     



    Voltar