OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

História da escola   Arquitetura

  • Sábado, 13 de Agosto de 2011
    Sala lvaro Guio
  • O Salão Nobre, do Caetano de Campos, surgiu em 1939, logo após a construção do terceiro andar do edifício. Na época, o Secretário da Educação era o Dr. Álvaro Figueiredo Guião, que mantinha um contato direto com a então diretora Superintendente Carolina Ribeiro pelo seguinte motivo: Pelo Decreto Lei nº 10.776 de 12 de dezembro de 1939, referendado por Álvaro de Figueiredo Guião, o prédio da Praça da República passava a se chamar “Escola Caetano de Campos”.

     

     

     Álvaro Guião nasceu em Santa Rita, completou os estudos em Ribeirão Preto, formou-se em Ciências e Letras pelo Colégio São Luiz em Itu. Em seguida, foi para a Suiça, onde na Universidade de Genebra se diplomou em Medicina com grandes méritos. Faleceu tragicamente, ainda como Secretário da Educação, naquele mesmo ano de 1939, num desastre aéreo que na época foi amplamente noticiado na Folha da Manhã e causou grande comoção popular. Na formatura daquele ano, D. Carolina prestou homenagem ao secretário e em seguida, batizou o Salão Nobre de Sala Álvaro Guião, descerrando placa em bronze, colocada acima da porta da entrada, com o seu nome, numa cerimônia realizada no dia 29 de dezembro de 1939.
    Na cidade de São Carlos, uma escola pública também foi batizada com seu nome, pois o Dr. Álvaro era casado com uma  São Carlense. Esta escola é bem tradicional na cidade.
    A sala A. Guião era utilizada em eventos especiais como comemorações, homenagens, palestras e reuniões com professores.
     Eu tive durante os dez anos em que estudei na escola, nos anos 1970, somente uma oportunidade de visitá-la, pois nunca recebia alunos. Houve alguma solenidade e fomos encaminhados à ela.
    Ninguém prestou atenção no evento. Só ficávamos olhando para os adornos do teto e as pinturas das paredes. Foi inesquecível.  A sala, foi perdendo as características da época de sua fundação com o passar dos anos. Aos poucos, as luminárias originais foram substituídas, ora por lâmpadas fluorescentes, ora por luminárias com forma de esferas. Os móveis como uma pequena divisória baixa que separava a mesa principal das cadeiras do pequeno auditório, assim como as próprias foram desaparecendo e de original, só sobrou mesmo a pintura, os lambris e o forro. Só retornei à esta sala, em dezembro último, quando fui visitar a escola. A placa não estava mais lá. Sabe onde ela está? Em cima de uma porta ao lado da diretoria da escola Caetano de Campos da Aclimação. Estive lá e a fotografei.

     

     Os detalhes das rosetas do forro aparecem na placa

     

    Sala na época da inauguração- 1939

     

    Foto de 24/04/1946- luminárias originais, divisórias torneadas de madeira, assentos de madeira, a terceira pessoa na mesa principal da esq. para a direita é D. Carolina Ribeiro. reparem na parede central, onde aparece um símbolo do livro, pena e globo, aparece entalhado em madeira num outro detalhe.

     

     As luminárias continuam as mesmas, porém as cadeiras foram substituidas

     

    Forro

     

    Detalhe roseta

     

    As cadeiras e a mesa são as mesmas, mas as luminárias... Reparem no carpete...

     

     Cortinas com argolas típicas dos anos 1960

     

    Detalhe entalhado na madeira- 1939 - este símbolo aparece na pintura da parede

     

     Foto tirada em dezembro de 2010

     

    Detalhe do lambri, da pintura e relevo nas paredes com detalhe em ouro e rosetas das bordas do forro

     

     Detalhe do forro, das novas luminárias, e das saídas do ar condicionado!

     

     Dr. Álvaro Guião

     

    Folha da Manhã- 17/09/1939- Almoço do Secretário da Educação com professores da USP- na época, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP ficava no terceiro andar do Caetano de Campos
     


     Folha da Manhã do dia 18/10/1939- palestra no então Salão Nobre

     

    Folha da Manhã do dia 15/12/1939- Álvaro Guião é o segundo da esq. para a direita

     

     Folha da Manhã- 16/12/1939

     

    Folha da Manhã- 24/12/1939- Formatura da escola Normal- D. Carolina Ribeiro presta homenagem

     

    Continuação da foto anterior

     

    Continuação da foto anterior

     

    29/12/1939- somente 13 dias depois do sepultamento, D. Carolina inaugura a Sala Álvaro Guião

     

     Continuação da foto anterior

     

    Folha da Manhã- 3/12/1940- Nesta notícia, um ano depois, percebe-se que a Sala era realmente chamada de Álvaro Guião e receberia a única turma formada em 1890 por Caetano de Campos. No início da notícia a data está incorreta, é 1940 e não 1840.

    Fonte: Folha da Manhã- Fotos CRE Mário Covas e arquivo Patrícia Golombek



    Voltar