OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

História da escola   Arquitetura

  • Quarta-Feira, 27 de Abril de 2011
    Os pores do Caetano de Campos
  • Porão "habitável"

     

    Centro de Puericultura: Foto de 1967 Arquivo do CRE Mario Covas

     

     

     

    Todo Caetanista tem alguma coisa pra contar sobre os porões da escola. Por gerações foi o local preferido para novas descobertas durante o recreio e já vi histórias de arrepiar os cabelos de qualquer um: entre caveiras e loiras ( a mesma do banheiro?) ouvia-se de tudo.    Abrigou salas com usos variados ao decorrer dos anos: começando ainda antes do séc XX com as oficinas de trabalhos, lembrando que no projeto da edificação os porões eram “habitáveis”.  
    Vestiários feminino e masculino,desativados nos anos 70, arquivo de documentos e em 1933 foi instalado o Centro de Puericultura , que possuía um lactário, uma cozinha de demonstração e de fornecimento de alimentos infantis, além de comportar um serviço assistencial que realizava visitas domiciliares a crianças, além da confecção de enxovais. Dessa forma, o primeiro centro de puericultura do Brasil, instalado na Escola Normal, propiciava o ensino prático de puericultura para que as futuras educadoras ensinassem essas habilidades para as futures alunas. Havia sempre a presença de um médico neste centro, que foi desativado em 1972. 
    Havia a sala do CEDOC, onde assistíamos a filmes educativos, geralmente sobre higiene, ciências ou conhecimentos gerais, depósitos de carteiras , salas vazias utilizadas para os mais diversos usos: lembro-me de ensaios para uma das festas grandiosas ali numa daquelas salas, onde tínhamos de nos sentar naquele piso frio de ladrilho hidráulico, cercados por baratinhas mortas de barriguinhas para cima.O acesso para os porões dava-se de duas maneiras: em portas que davam para os páteos ou atrás da escadaria principal da escola bem na frente do foyer do auditório. Resolvi matar a curiosidade e foi por este caminho ( os outros não existem mais) que filmei o que existe atualmente.  Descobri uma parte que ligava esses porões à nossa antiga cantina ( na época não existia tal acesso).
    A cantina que tinha saída para os dois patios, hoje transformou-se numa area de circulação e em cada ponta dá para um estacionamento que foi instalado pela Secretaria da Educação  que escavou parte dos páteos da escola justamente para abrigar os estacionamentos.
    Os páteos não se parecem com nada daquilo que nos lembramos: no local foram construidas várias floreiras de concreto, fazer o que?! Novos tempos, novos usos… 
     
     



    Voltar