OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

História da escola   Denominações da escola

  • Quinta-Feira, 30 de Junho de 2011
    Denominaes da Escola Normal da Praa
  • 1-   Escola Normal- 1846
    Desde a longínqua e gloriosa data de 9 de novembro de 1846, quando da sua instalação em modesta sala do prédio contíguo à Catedral e pertencente ao respective cabido, a escola de formação de professores primários, regida pelo Dr. Manoel Chaves, fechada e reaberta 2 vezes, teve o nome de Escola Normal

    2-   Escola Normal da Capital-1895-1911
    Época da criação das Escolas Complementares Anexas às Normais, sendo a primeira delas instalada na Escola Normal da Capital, em 1895.Não tinha a Escola o nome do ilustre pedagogo que a dirigiu no governo de Prudente de morais e que ideou para ela o prédio propício, conseguindo junto ao presidente a sua execução, planejada e orçada pelo Eng. Antonio Francisco de Paula de Souza e cuja construção pelo Arq. Francisco de Paula Ramos de Azevedo iniciou-se a 17 de outubro de 1890, sendo inaugurada a 2 de agosto de 1894, na presidencia de Bernardino de campos, que tinha como secretário Cesário Motta e como Diretor da escola Gabriel prestes. Chamava-se então Escola Normal da Capital. “”Caetano de Campos”era o nome que, no governo Bernardino de Campos, em homenagem póstuma ao grande educador, foi dado à Escola Modelo Anexa

    3-   Escola Normal Secundária de São Paulo-1911
    Época em que foram transformadas as Complementares Anexas em Normais Primárias, por decreto n* 2.025 de 29 de marco de 1911

    4-   Escola Normal da Praça da República ou simplesmente Escola da Praça-1913
    Nome não oficial, introduzido por professores e alunos e consagrado pelo uso, talvez para diferenciá-la da escola Normal do Bráz, instalada em 1913. Esse nome popular ficou conhecido e consagrado por muitos anos.Durante as competições entre as Escolas Normais Praça e Bráz- nas comemorações escolares devem ter contribuído para esse nome ”de guerra

    5-   Escola Normal de São Paulo-1920
    Época da reforma de Sampaio Dória, que fundiu as Escolas Normais ( Primárias e Secundárias) em Escolas Normais de tipo único, com 4 anos de curso  (lei n* 1750 de 8 de dezembro de 1920)
    Pela lei n*2095 de 24 de dezembro de 1924 as escolas normais de estado passaram a ter um curso de 5 anos, continuando a ser de tipo único- Tiveram na época pela lei 2269 a redução de duração para 3 anos, mas não foi aplicada à Escola Normal de São Paulo, que permaneceu com os 5 anos

    6-   Instituto Pedagógico de São Paulo-1931
    Época da reforma de lourenço Filho ( após a Revolução de 30 de Getúlio Vargas)- Entre 1931 e 1933 recebera de lourenço Filho a designação oficila de Instituto Pedagógico. “ Mas nós, os antigos teimáva-mos: “Aonde vai indo? “”Vou à Escola Normal!”( Prof. Dr. Antonio de Almeida Jr.)- Este nome foi confirmado em diploma conferido por formandos de 1931, recebido dia 7 de dezembro

    7-   Instituto ‘”Caetano de Campos”-1933
    Época que se seguiu à Revolução Constitucionalista de 1932. Este nome foi pleiteado e conseguido para todo o bloco da Escola pelo professorado paulista, liderado por Sud Menucci. “A reação do professorado paulista com Sud Menucci à frente não se fez esperar e o nome de Caetano de Campos  (que for a tirado da escola modelo Anexa) era inscrito na fachada do majestoso edifício da escola Normal”(Dr. Salvador Rocco, Poliantéia,id.id.,p 115)-Este nome foi também confirmado por diploma conferido aos formandos de 1933, recebido dia 11 de dezembro

    8-   Instituto de Educação da Universidade de São Paulo-1934 ( ou apenas Instituto de Educação)
    Época da reforma de Fernando de Azevedo “”A grande e bem estruturada reforma de ensino de 1933, que Fernando de Azevedo, com a cooperação de numerosos auxiliares, consubstanciou no decreto n* 5884 de 21 de abril de 193 (Código da educação) feito para ser em São Paulo a legislação do ensino “completa o orgânica, com unidade de concepção e de plano, segura e previdente, e com flexibilidade que permita uma adaptação progressiva a novas exigências do meio social- incluia a reorganização do ensino normal que o mesmo reformado inspirara ao Governo e se concretizara no decreto n* 5846, de 21 de fevereiro do mesmo ano…O Instituto Pedagógico, depois Instituto Caetano de Campos, passou a ser Instituto de Educação…etc (Reynaldo Kuntz Busch, Poliantéia,id.,id.,P 14)
    “Um ano mais tarde, a 25 de janeiro de 1934, quando a clarividência de Armando de Salles de Oliveira criou a universidade de SãoPaulo, nesta se incorporou o Instituto de Educação, isto é, a velha escola Normal de Caetano de Campos, agora crescida e frondejante” (Dr. A. Almeida Jr., Poliantéia, id.,id., P19)- Nome da escola igualmente conferido aos formandos de 1934, que o receberam a 4 de janeiro de 1935
    “ Armando de Salles de Oliveira lhe dá foros de Escola Superior, incluindo-a entre os institutos universitários. Aumentando que era o edificio por iniciativa de Fernando de Azevedo, então diretor da velha escola e do novo Instituto universitário, aumentava-se a estrutura da organização no coroamento de um desenvolvimento que, mais que pelos anos, se pode descrever pela grandeza da obra. Atingido seu apogeu, passou a ser o Instituto máximo de educação”( Noemy Silveira Rudolfer, Poliantéia, id.,id.,P20)

    9-   Escola Normal Modelo-1938
    Época de reação à reforma anterior-“”Mas em certo dia de junho de 1938, inesperadamente, trazem os jornais a notícia de que o governo suprimira o Instituto de educação. Seus professores universitários eram despachados para a Faculdade de Filosofia, onde iriam construir a secção de educação. O resto, isto é, os cursos de preparação e aplicação permaneceriam onde estavam, destinados a servir de suporte à futura Escola Caetano de Campos (Prof. Dr. A. Almeida Jr., Poliantéia, Ensino normal em São Paulo, 1946, P 19)


     

    1943- Na ficha da Biblioteca constava Escola primária São Paulo- ligada à Escola Normal Modelo- Acervo - Biro Zeitel


    10- Escola  “Caetano de Campos”-1939
    Por iniciativa da turma de professores complementaristas de 1934- ”Vieram então, em 1939, os professores diplomados em 1904 pela extinta Escola Complementar Modelo que ao festejarem o 36* aniversário de formatura, pediram que fosse dado o nome de Caetano de Campos à Escola Normal Modelo”(Salvador Rocco, Poliantéia ,id.,id.,P115)

     

    1946- Emblema Escola Caetano de Campos- acervo Biro Zeitel


    11- Instituto de Educação  “Caetano de Campos”-1946
          Pela reforma do ensino elaborada pelo Ministério
         da Educação em 2 de dezembro de 1946 as escolas
         Normais oficiais passaram a Institutos de educação.
         ( Decreto-lei n* 16.392).

    12- Instituto de Educação Estadual ”Caetano de
          Campos”- 1973
          Naquele ano os boletins foram substituidos pelas  
          cadernetas de notas e presença e ao nome da
          escola foi acrescida a  palavra   “estadual”

    13- Escola de Primeiro e Segundo Graus ”Caetano de
      Campos”- 1976
      Todos os Institutos de Educação do nosso estado
      deixaram de se-los por determinacão da lei
      5692/71-Porém apesar de essa lei ser de 1971, a
      denominação Instituto de Educação persistiu até
      1975.

      20/01/76 foi promulgado o Decreto Estadual 7510
      que reorganizou a Secretaria de Educação,
      transformando todas as escolas estaduais em
      Escola Estadual de 1* e 2* graus

     

    1954- Normalistas em frente ao Prédio da Escola

    Fonte: Jornal Nosso Esforço- 1* semestre 1967



    Voltar