OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

Histórias Caetanistas

  • Quinta-Feira, 15 de Dezembro de 2011
    Eliana Cceres
  • Se houve uma pessoa apaixonada pela escola e que lutou pela preservação de sua memória, essa pessoa chamava-se Eliana Cáceres. Eliana preocupava-se com a preservação do acervo da Escola e juntamente com a colega Dagmar Ferreira corria atrás de medidas para que a memória da Escola não fosse desintegrada. Presidiu a Associação dos ex-alunos que em 1994 mantinha uma sala dentro do prédio da Secretaria da Educação, conseguiu com o apoio do governador Fleury concretizar a idéia de se criar a Casa Caetano de Campos e viabilizou o projeto da edição de um importante livro no Centenário do prédio da Escola em 1994. O livro coordenando por Maria Cândida Delgado Reis: "Caetano de Campos"Fragmentos da História da Instrução Pública no Estado de São Paulo, conta a história desta Instituição que permaneceu por 83 anos na Praça da República. Esse livro me serviu de guia para a pesquisa que tenho feito à respeito da escola, eu ganhei meu exemplar em 1994, quando foi feito um encontro de ex-alunos. Infelizmente Eliana, essa caetanista lutadora e apaixonada, veio a falecer à alguns anos atrás, deixando saudades em todos aqueles que tiveram o privilégio de conviver com essa pessoa amável e dinâmica.
    Vamos continuar lutando para que nossa memória seja preservada: nós desejamos que o acervo seja reunido, preservado, digitalizado e cuidado sempre de uma maneira digna da maior Escola de Instrução Pública que o Brasil já teve, isso é um tesouro pra todos nós brasileiros.

     

    1994- à direita: Modesto Carvalhosa - Presidente de honra da Associação de ex-alunos e Eliana Cáceres presidente da Associação em ocasião do descerramento da placa "Casa Caetano de Campos", esta placa encontra-se no hall principal do prédio da Praça, logo ao lado esquerdo.

     

    Objetivos da Casa" Caetano de Campos"

     

     

    Carta de Eliana, agradecendo à parte do patrocínio do livro em comemoração aos 100 anos da escola, em outro documento, ela agradece também à Olavo Setúbal , ex-aluno, à colaboração do Banco Itaú na ajuda para viabilizar o projeto.

     

      Carta de Eliana para o Governador Fleury
     

    Capa do livro- a edição era limitada e não há mais exemplares disponíveis, porém entrevistei ( filmei) os autores das matérias escritas no livro, assim como já publiquei no blog os assuntos abordados

     

     

     

    Fonte: CRE Mário Covas e arquivo Patrícia Golombek



    Voltar