OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

Histórias Caetanistas

  • Quarta-Feira, 08 de Fevereiro de 2012
    Caetano Loureno de Camargo
  •  O ilustre educador de Jaú, Caetano Lourenço de Camargo, nasceu no dia sete de agosto    de 1863 na cidade de São Paulo. Seus pais, José de Camargo e Clara Maria de Jesus, eram pobres.
        E, ao ficar órfão de pai, foi internado no Instituto de Artífices de São Paulo,
        onde  recebeu medalhas de D. Pedro II por suas notas e, por ter feito um curso
        brilhante sobressaindo-se na música.
    Ainda jovem, estudou na Escola Normal e fez aulas de canto, chegando mesmo a ser tenor na antiga Sé.
    Ao iniciar-se na carreira de magistério foi acometido de forte asma.
    O Professor Caetano Lourenço de Camargo conheceu Dna. Porfíria Elisa em São Paulo - SP, colega sua da Escola Normal de São Paulo,  e uniram-se em casamento.

     

     

    A conselho do famoso médico e educador Dr. Caetano de Campos, procurou uma cidade do interior do Estado de São Paulo para lecionar. A cidade escolhida foi Jaú, devido a lá já morar uma irmã sua, mãe do falecido empresário Sebastião Camargo Penteado, da Construtora Camargo Correia; e logo foi nomeado professor da Escola Primária Masculina, na década de 1880.
     O Professor Caetano Lourenço de Camargo e Dna. Porfíria Elisa tiveram os seguintes filhos: Vicentina Elisa; Maria Elisa (Mariquinha); Sebastião Eugênio; Maria da Conceição (Pequetita) e Celina.
    Sua esposa faleceu no dia 13 de março de 1900, abalando-o profundamente. Sua fé católica não foi suficiente para tirá-lo da apatia, mas por mensagem psicografada emanada dela, Dna. Porfíria Elisa, adotou a doutrina espírita, sendo que até então ele era o organista da igreja matriz de Jaú. Abraçou a doutrina espírita que emergia em Jaú com Paulino Maciel, Júlio de Matos e outros.
    Como educador espírita sofreu a hostilidade da opinião local e, até mesmo, perseguição política. O Professor Caetano, contudo, não esmoreceu, lutou e venceu todos os obstáculos, na qualidade de espírita cristão que era. Soube impor-se pela sua postura correta e sua compreensão da evolução espiritual, aliando os conhecimentos doutrinários kardecista à prática do amor e filantropia.
    Foi um dos fundadores do Asilo de inválidos de Jaú. Igualmente, fundou um albergue para doentes mentais e desamparados. Fundou o primeiro Centro Espírita da cidade de Jaú, para onde levou o seu órgão, para abertura das reuniões.
    Com a ajuda de outros espíritas da cidade, tendo a frente Braz Miraglia, ergueram o Centro Espírita Verdade e Luz, na parte alta da cidade, até hoje em atividade.
    Em 1903 casou-se com a Sra. Philomena Ribas D'Ávila, que lhe deu os seguintes filhos: Pérsida, Clorinis, Célia e Adalmiro.
    O Professor Caetano Lourenço de Camargo  fundou um colégio em Jaú, que permaneceu em mãos da família até 1919, pois em 1917 ele faleceu e a família mudou-se para São Paulo.
      O Instituto de Educação de Jaú ganhou seu nome.

    Fonte:
    1) Artigo “Vultos espíritas esquecidos” – publicado na RIE – Revista Internacional de Espiritismo - Matão-SP. Artigo assinado por Cícero Barros Pimentel, de Santo André – SP.
    2) Informações adicionais de Paulo Ramalho, neto do Professor Caetano Lourenço de Camargo, em Março de 2009.



    Voltar