OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

Matérias variadas

  • Sexta-Feira, 04 de Novembro de 2011
    Convite aos colegas caetanistas
  • Queridos colegas, há quase um ano criei este blog com a finalidade de criar um álbum de memórias coletivo da minha turma, que se formou em 78 na oitava série.
    Todos nós entramos no final da década de 1960 e bem no último ano tivemos que nos separar em 2 turmas para terminarmos o ginásio, já que a escola da Praça fechou suas portas em 1977. Se vocês repararem no mês de fevereiro, por exemplo, só tem as fotos dos colegas da minha turma. Resolvi ir atrás de matérias sobre a década de 1970 e de professores, diretores, enfim tudo o que se referia ao período em que estudamos lá.
    Comecei então a frequentar o acervo da escola indo atrás de mais informações. Com o passar do tempo, comecei a me envolver de uma maneira tal e a perceber a dimensão do que foi aquela escola. Eu não poderia deixar de ir além daqueles anos 70, tudo o que foi criado em termos de educação em São Paulo e até mesmo no Brasil começou ali, são  milhares de dados e informações guardados que mereciam ser resgatados e divulgados não somente para a nossa comunidade caetanista mas para todos verem que já foi possível ter existido uma escola pública do mais alto nível de educação com os melhores professores, os melhores equipamentos de ensino e com alunos comprometidos no aprendizado. Esse blog é a nossa história. Tenho porém o desejo de ir um pouco além, tenho colocado com a colaboração de alguns colegas sempre com o título de  “ Histórias caetanistas “, alguns depoimentos de experiências pessoais passadas dentro da escola. Ora, uma escola é feita de pessoas e cada um de nós, em cada geração vivenciou uma experiência diferente do outro, quem viveu a escola durante a Era Vargas tem uma visão completamente diferente do pessoal que vivenciou a ditadura militar, ou a minha geração que ficou vendo Selva de Pedra e pulando com os Secos e Molhados totalmente alheia à realidade da época, pois éramos muito pequenos, mas tivemos experiências incríveis na escola.
    O convite à que me referi seria o seguinte: se cada um de nós escrevesse uma história/depoimento , uma história caetanista e juntassemos tudo num só livro , isso seria um documento de registro de tudo o que acontecia no dia a dia dos alunos dentro da escola. Acho que tudo é valido, como já foi publicado neste blog: desde alunos que se aventuraram no forro da escola, até amores platônicos com a professorinha de inglês. Gente cabulando aula na cara da própria mãe que era diretora…
     Tem muita gente que tem tios mais velhos que estudaram na escola e que tem muita coisa boa pra contar. No final este livro de “Histórias Caetanistas“ poderia reverter em algo benéfico para a educação, não só como documento para pesquisa, mas como as vendas irem por exemplo para melhorias no Caetano de Campos de hoje ou algum outro tipo de ação.
    Cada um escreveria uma página com a sua história dos tempos de escola, não deve sair caro se for dividido por páginas e acho que é mais um motivo pra gente ficar mais unido e agregar mais caetanistas perdidos pelo mundo afora. Se quiserem me mandar um e-mail mandem por gentileza para o baixinhadeumafiga@hotmail.com

            Como o pessoal da década de 1960 se despede:

                                                                      Saudações Caetanistas!

                                                                                                               Patrícia Golombek



    Voltar