OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

Matérias variadas

  • Segunda-Feira, 28 de Novembro de 2011
    O pedido de D. Carolina Ribeiro
  • Ao completar o cinquenta anos da inauguração do Jardim de Infância, em 1946, D. Carolina Ribeiro, diretora do Caetano de Campos, solicita ao então prefeito Abraão Ribeiro a construção de um novo prédio para abrigar o Jardim de Infância, que desde o ano de 1940, quando a sua edificação que ficava nos fundos do prédio principal, havia sido demolido- para abrirem uma avenida -estava com número de classes  reduzidos. O jardim, então, que estava instalado no final de uma das alas da escola, não tinha vagas suficientes para a demanda de alunos inscritos.
    Ela consegue, então a verba necessária para uma ampliação do Jardim, no próprio prédio principal e não numa construção complementar, como havia sido pedido de início. Para dar um equilíbrio à arquitetura do prédio, na ala oposta, onde havia a biblioteca infantil, há também um aumento no número de salas incorporadas na nova reforma que acresce salas de aulas nos pavimentos superiores.
    Esta reforma foi feita no ano de 1948, com projeto assinado pelo arquiteto Romano Eitelberg.
    Não era a primeira vez que D. Carolina havia pedido verbas para o governo: no final da década de 1930, ele pede para o então Governador Adhemar de Barros a verba para a construção do auditório, que é inaugurado por ele no ano de 1941. Lembrando que em 1936 as obras do terceiro andar já estavam concluídas.

     

    Maio de 1946- Jornal  "Nosso Esforço"

     

    Foto original: D. Carolina Ribeiro com a aluna que declamou o texto e as filhas de Caetano de Campos, além da grande pianista Guiomar Novaes, que havia sido aluna da Escola, entre outros

     

     A aluna Haydée Dias de Oliveira declamando versos da prof. Alice Meireles Reis



    Voltar