OK
Caetano de Campos: A escola que mudou o Brasil

Matérias variadas

  • Sábado, 04 de Junho de 2011
    As Serventes
  • Nos anos que estudamos no Caetano de Campos, muitos foram os serventes e inspetores de alunos que nos acompanharam do jardim ao colegial. Tenho a lembrança de uma servente gordinha, muito simpatica que ajudava as professoras do jardim da infância nas mais diversas tarefas: de dar assistência na hora do lanche, de acompanhar as crianças ao banheiro, de ficar de olho para que nenhuma tragédia acontecesse na hora de ir embora: como crianças caindo da escada ou coisa parecida, ficavam também no portão na hora da saída , sem dizer na hora que alguma criança aprontava alguma
    “ arte” que deveria ser limpa e sobrava pra elas.
    A verdade é que apesar de algumas vezes sermos repreendidos por elas, gostávamos delas. Lembro-me da minha favorita : a Maria Rosa.
     Estávamos na primeira série e era ela a responsável pelo primeiro andar: as primeiras e segundas séries.
     Era ela também a responsável por badalar o sino do recreio, uma tradição mantida na escola por quase um século.
      Maria Rosa, ou Rosa , como era conhecida, sempre usava lenços coloridos na cabeça, sua marca registrada, também rodava as classes na hora do recreio com um grande cesto de vime repleto dos lanches das crianças assistidas pela APM e que não tinham recursos . Os lanches vinham da Cantina embrulhados em papel branco e ela sabia quais alunos tinham direito àqueles sanduiches.
     Sabíamos que algumas crianças iam pegar o tal lanche, mas não ligávamos se era por falta de recursos, aquilo era uma rotina e passava despercebido, acho que só me dei conta do que acontecia ali depois de todos estes anos e conversar com as mães voluntárias da época e com alguns colegas. No ginásio a nossa inspetora era a D.Maria Fernandes. Tínhamos um pouco de medo dela, mas acháva-mos muito engraçada, com a sua vasta cabeleira loira e sempre com um batãozão vermelho, era uma figura inesquecível!
      Gostaria de prestar , assim , uma homenagem a essas pessoas que fizeram parte de nossas vidas e dizer que ainda as temos em nossas memórias, com muito carinho.

     

    1974: À frente: Edelci Alves Coutinho, Maria Rosa Lopes da Silva e Maria Antônia Silva - Acervo: CRE Mario Covas

     

    Em primeiro plano, de perfil, D. Maria Domingues Fernandes, quem não se lembra dela no terceiro andar?



    Voltar